Sonhando alto - Cap. 3 : Canadá, aí vou eu.

| |
Capitulo 3 - Canadá, ai vou eu.

Olá jujubas ~ Como vocês estão? Trago hoje o terceiro capitulo da fanfic sonhando alto. O capitulo ficou um tanto grandinho, eu achei que assim seria mais fácil diminuir o número de capítulos. Boa leitura, meus mirtilos



~A sós com minha mãe

- A Sophia? Sério? Sabe que eu não gosto dela, e mesmo assim vocês a chamam para ir ao Canadá comigo?
- Sim, ela é mais velha, e muito responsável também.
- Mas, e a Charlie?
- Sabe que a Charlie não é resposável. Porque não vão as três juntas? A Sophia bancará a própria viagem.
- Mas mãe. Essa decisão era minha! Hoje faço 18 anos e posso tomar minhas próprias decisões.
* Eu saio correndo e vou para meu Quarto *

Amanhã é minha formatura, e daqui algumas semanas minha viagem ao Canadá. Não posso me virar contra todo mundo dessa forma. O melhor a fazer é esfriar minha cabeça.


* No dia da formatura

Diretor John - É com orgulho apresento-lhes, os formandos do Jones College Prep.

* Chega minha vez de discursar

- E aqui estamos nós, os formando do Jones College Prep.
Sabem, muitos de nós sonhavamos por este momento. Ou por um momento futuro. Alguns aqui aos 9 anos sonhavam em ser Astronautas, Médicas, Princesas e Cavalheiros.
Hoje crescemos, e podemos nos tornarmos o que quisermos. Mas, o momento atual é para errar. Errem, peguem o onibus errado, tropecem e caiam da escada, esbarrem em algum gato universitário e peçam desculpas por ter derrubado Starbuck na camiseta dele. E depois que aprenderem com os seus erros, aí sim está na hora de fazer uma escolha definitiva para a vida inteira.

*Palmas*

Eu estava muito anciosa para minha viagem, até que 2 semanas com MUITA ANCIEDADE se passam;

Na lanchonete:
- Droga Samantha. Não são as garotas com quem você estudava no colegial?
- São sim. Que droga!
- Quer que eu ás atenda?
- Não. A mesa é minha, eu atendo.

Eu : Olá meninas.
- Olá Samantha. Ora, você trabalha aqui? E como garçonete?
- Sim, mas podem ficar tranquilas, daqui algumas semanas eu não vou mais estar aqui e..
- EI! Podemos pedir agora ou vai fazer um discurso?
- Claro.. vão querer oque? (Eu estava suuuuuuper tranquila, hahaha no.)

Como eu odeio essas garotas, sempre tão metidas e chatas. "Vocês vendem salada nessa lanchonete xexelenta?" "Que uniforme mais demodê". EU REALMENTE ÁS ODEIO! Será que elas não percebem que em uma lanchonete vende-se lanches? Que imbecis.
Charlie : Ei? Fica calma, esqueceu que amanhã é o dia da viagem? Já preparou suas malas?
- Sim! Eu estou super anciosa para ir para Victoria.
 * Chegando em casa.

Miranda : Sam, amanhã a Sophia vai estar esperando vocês no aeroporto.
- Claro mãe.. Yupi -_-

Eu nunca gostei muito da Sophia. Ela é como aquelas garotas da lanchonete, só que mais velha. Aposto como ela era uma cheerleader no Colegial.

* No dia da viagem

Charlie : Sam! Acorda! Hoje é o dia da viagem! Vamos!
- É HOJE! Como eu estou feliz, Charlie!

Finalmente o dia tão esperado. Eu estou dentro de um carro indo para o aeroporto mais próximo, e escrevendo em um caderno de anotações.

Alex - BIP BIP! Chegamos meninas.
 - Mãe.. Alex. Vou sentir saudades de vocês (Abraço) eu vou, mas eu volto.

*No avião

Sophia: Encontrei vocês!
- Sente-se. Daqui a pouco decolaremos.

Naquele momento, eu esqueci de tudo. Apenas fiquei pensando como seria em Victoria. Belas praias, pontos turísticos.
Minha vida ultimamente estava parecendo uma novela mexicana, daquelas bem água com açúcar.

Assim que chegamos em Victoria, peguei minha câmera e não parei de fotografar. Que lugar lindo, superou todas as minhas expectativas.
Nós entramos em um tipo de carro aberto, para conhecer melhor a cidade. Uma mulher ficava lá na frente, falando em um megafone os pontos turísticos do lugar. O carro era tão rápido que mal dava para ver, e eu acho que era por isso que foi apenas C$5.

Paramos para observar o Thetis Lake, um lindo lago localizado em Victoria.
Charlie usava um salto alto de 15 cm, o que dificultou um pouquinho a deslocação dela.

- Droga! Mal consigo andar - Disse Charlie
- Graças e esses sapatos de 15 cm. E a cor não combina com seu tom de pele, Charlie - Disse Sophia em um tom de ironia

Enquando Charlie tentava subir, um homem estava sentado sobre a ladeira.
Charlie usou o homem para se apoiar e tirar os sapatos. Eu diria que serie uma coisa descente se ela não estivesse usando uma mini-saia.

- Uau! Como é bom conhecer os homens do Canadá - Disse Sophia, cada vez mais irônica.

Sophia também enfrentava certa dificuldade para subir, até que tropeçou e caiu em cima do homem. Subiu correndo com muita vergonha.

Nós admirávamos o lago, até que vimos a madame Abbie subindo no carro e partindo com os resto dos turistas.
Saímos correndo atrás da droga do carro, e é claro que não conseguimos alcança-lo. E a Charlie só nos atrasou mais com aquelas sapatos enorme.

- Parabéns, Charlie! Agora ficamos sem transporte para ir ao hotel. - Disse Sophia

Eu estava com muita raiva naquele momento, sabe eu sou muito esquentada
- Chega Sophia! Não quero que trate a Charlie assim. Não podemos culpar ela, afinal nós tres teremos que ir a pé até o hotel mais próximo.

E advinhem só? 2 horas de caminhada até encontrar um hotel, já passava-se das 6 horas da noite, e ainda não tinhamos nos acostumado com o fuso horário. Então entremos no primeiro hotel avistado.

O hotel era xexelento, então é claro que os quartos eram xexelentos. Pedi o quarto Presidencial, e pela foto nos surpreendeu.

Quando entramos no quarto, Sophia, ironizando segurou o folheto e começou a le-lo

- "O quarto Presidencial é cheio de conforto para todos os nossos hospédes. Além da descontração do ambiente".

O quarto era realmente sem comentários. Tapetes manchados, cortinas empoeiradas, uma cama dobrável e uma cama de casal.

Eu não podia desanimá-las, até porque a ideia de me hospedar aqui foi minha.

- Eu fico com a cama dobravél, disse eu, com um tom animado, até que a cama dobrou-se no meu corpo.

Mil coisas estavam acontecendo, e mal lembrava de que Charlie e o namorado haviam ter dado um tempo 2 dias antes da viagem.

- Preciso achar uma tomada! Meu celular descarregou, e eu quero ver Peter ligar, pedindo desculpas.

Quando Charlie encontrou a tomada, acabou tirando um cabo, e mal sabia ela que era o cabo que dava força aos milhares de brilhos no letreiro da entrada.

Bom, só precisamos passar a noite ali, até que o alarme bateu. Já eram 7 horas da manhã,e precisavamos sair dali o quanto antes.

Quando saímos do hotel, tivemos que ir a procura de algum lugar para nos hospedar. Deixei o cartão do hotel que Miranda e Alex iriam bancar para nós com a Charlie, e ela perdeu, como a pessoa irresponsável que ela é! Porra, Charlie.

5 comentários

  1. Continua!!!!!!!!!! Tô amando (exceto pelo palavrão no final)!
    Creative Things || www.coisascriativas12.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que está gostando ~ O palavrão foi pra descontração, auhsuahsuahushu :v
      beijos!

      Excluir
  2. Eu gostei do cap inteiro.Estou amando a história,a viagem delas foi divertida ~para mim ahsuasha não estava na situação~Continua,quero saber o que elas vão fazer.ashuash' E,o que aquele cara estava fazendo parado lá?hueh
    Muito boa mesmo.^-^ Amando aqui <3
    Kisses
    Aceita afiliação (acho que no SD já tínhamos,mas aqui não :3 )
    http://pieceof-paper.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adoro quando os leitores entram na história, é super divertido *33* Que bom que está gostando ♥
      Afiliação aceita, tá? beijos~

      Excluir
  3. Adorei o capítulo! Continue logo goxtosa -qq
    Xoxo

    ResponderExcluir

• Não comente apenas um link para divulgação, comente algo sobre o post.
• Pode utilizar palavrão desde que não ofenda ninguém.
• Aceito afiliação e tags, menos selinhos.